sexta-feira, 8 de julho de 2016

A única coisa que não sai de moda são livros


Você pode fazer o que quiser, ser cabeleireiro, skatista, comissário de bordo, professor de matemática, geriatra, plantonista, e pode querer escrever um livro. Livro é a única coisa que cabe em qualquer profissão, basta criar tempo para escrevê-lo, porque toma tempo. E nunca sai de moda. A mocinha faz de um tudo, se dedica à profissão, vai a todos os lugares, um dia, escreve um livro. Conta lá o que quiser. A senhora, o senhor, até o ascensorista tem uma história de vida para contar. Até o adolescente. Em qualquer atividade cabe um livro. Só não escreve quem não quer. Agora, saber escrever e escrever bem é outra coisa. Mas não é disso que estamos falando. Escrever e publicar nunca sai de moda desde... muito antes que imaginamos, senão como saberíamos sobre povos antigos? Escrever, registrar sua história, desenhar faz parte da humanidade, mesmo sem saber de onde viemos. Não tem importância, porque escrever nunca sai de moda. Nem ler. Nem contar histórias. 


8/07/2016 - 19h10


Nenhum comentário:

Postar um comentário